domingo, 26 de março de 2017

Torta de cenoura com noz

As tortas enroladas têm a sua ciência mas depois de conhecermos os seus truques, são das coisas mais divertidas de se fazer numa tarde chuvosa como esta com que o primeiro domingo de Primavera nos brindou.

Para já, só mesmo no calendário é que é Primavera. Depois de um fim de semana invernoso, sabe bem pôr mãos à obra e encher a casa de cheirinho a bolo. Foi precisamente o que fiz e o resultado foi uma torta bem fofinha, tão boa para a sobremesa como para o lanche.


Ingredientes

500 gr de cenouras descascadas
100 gr de nozes
1 laranja
sal q.b.
40 gr de margarina
200 gr de açúcar
4 ovos
85 gr de farinha
1 colher (chá) de fermento em pó
Açúcar e canela a gosto para polvilhar

1. Colocar 50 gr de nozes no copo e reduzir a farinha: 10 seg / vel 7. Retirar e reservar. Colocar as restantes 50 gr de noz no copo e picar grosseiramente dando 1 ou 2 toques no turbo. Retirar e reservar (não juntar às nozes que se reduziu a farinha);

2. No copo colocar o açúcar e a casca da laranja (apenas a parte cor de laranja) e pulverizar 15 seg / vel 10. Retirar e acrescentar à farinha de noz;

3. Cortar as cenouras em palitos e dispor na Varoma. Colocar 500 gr de água no copo com uma pitada de sal, colocar a Varoma com as cenouras e cozer 25 min / Varoma / vel 1. Reservar;

4. Preparar um tabuleiro para tortas (25cm x 35cm), forrar com papel vegetal, untar com margarina e polvilhar com as nozes picadas grosseiramente, reservando algumas para decorar. Pré-aquecer o forno a 220º;

5. Colocar a cenoura, a margarina e o sumo de laranja no copo limpo. Reduzir a puré: 30 seg / vel 3;

6. Juntar a farinha ao recipiente com o açúcar e farinha de noz, envolver bem e juntar o puré de cenoura até obter uma mistura homogénea;

7. Bater as claras em castelo e envolvê-las no preparado anterior. Deitar no tabuleiro e levar ao forno durante 15 minutos;

8. Desenformar sobre uma folha de papel vegetal ou um pano polvilhado com açúcar. Retirar o papel vegetal cuidadosamente, polvilhar a torta com canela e enrolar, mantendo o rolo preso com o pano até que arrefeça. Decorar com as restantes nozes raladas e servir. 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Linguini cremoso com camarão e pesto

As massas são sempre uma óptima solução paras aqueles jantares de semana. Sobretudo para quando tenho pouco tempo ou inspiração, gosto de ter sempre meia dúzia de ingredientes de eleição na dispensa e no frigorífico para garantir que, se não houver mais nada (ou não apetecer fazer mais nada...), pelo menos posso sempre fazer uma "pasta". Tenho sempre vários tipos de massa, natas magras (ligeiras ou light) e um bom parmesão para poder combinar com frango, camarão, bacon... Basicamente, o que estiver disponível.

Esta massa é mais uma "receita de algibeira", para aqueles dias em que precisamos de algo reconfortante e rápido.


Ingredientes
(4 pessoas)

2 colheres (sopa) de margarina
250 gr de camarão cozido e descascado
2 dentes de alho
200 ml de natas
1/2 chávena (chá) de queijo parmesão ralado no momento
2 colheres de sopa de pesto
250 gr de linguini
Sal e pimenta a gosto

1. Cozer o linguini de acordo com as instruções da embalagem. Escorrer e reservar;

2. Numa frigideira colocar a margarina a derreter. Assim que ganhar um aspecto espumoso, colocar os dentes de alho esmagados e os camarões, deixando alourar uns 3 a 5 minutos;

3. Juntar as natas e deixar cozer 5 minutos em lume brando, mexendo de vez em quando. Juntar o parmesão e o pesto, misturar bem e juntar o linguini. Retirar do lume e envolver cuidadosamente, até que toda a massa adquira o tom esverdeado do pesto.

terça-feira, 14 de março de 2017

Muffins de courgette e maçã


O projecto "Um mês com..." levou-me à descoberta de Ella Woodward. Esta blogger e autora publicada alcançou o sucesso quando, na sequência do diagnóstico de uma doença grave, enveredou por uma dieta livre de açúcar, carne, produtos lácteos, glúten e alimentos processados. No seu blogue, Ella explica que seguir esta dieta é uma forma de controlar a doença. No entanto, rejeita colocar uma etiqueta no tipo de nutrição que segue e alerta para os perigos dos radicalismos na alimentação. No fundo defende uma dieta flexível e que cada um deve encontrar o seu equilíbrio:


(...) I just want everyone else to know that it’s ok to be a flexible healthy eater! Everyone has to start somewhere at some time and it’s much better to introduce healthy living to your life in a sustainable way over time than it is to do it all at once and quit three days later because you hate living off kale. Find a balance that works for you, incorporate whole ingredients and nourishing foods whenever you can and most important please don’t beat yourself up for eating something that isn’t super duper healthy because life is too short for this!
Ella Woodward, Why I don't like labels

Esta é, precisamente, a abordagem que procuro seguir e adorei conhecer Ella e a sua história. Foi difícil escolher com que receita iria participar mas a escolha acabou por recair sobre estes muffins de courgette e maçã

Quem costuma passear aqui pelo blogue sabe o quanto gosto de bolos com fruta e vegetais pelo que fiquei curiosa de experimentar estes muffins. Confesso que me deparei com ingredientes que não costumam fazer parte da minha dispensa mas foi o pretexto ideal para conhecer a Raw - Comida & Granel em Matosinhos. Esta mercearia especializada em produtos biológicos vende cereais, sementes, flocos, farinhas, açúcares, frutos secos e desidratados a granel. Foi uma delícia conhecer todo este mundo e acabei por trazer algumas coisas para experimentar outras receitas. Quem não tiver uma loja especializada por perto, não deverá ter dificuldade em encontrar a maioria dos ingredientes nas áreas bio das grandes superfícies. Vamos aos muffins?


Ingredientes
(cerca de 15 muffins)

1 courgette grande (cerca de 220 gr)
3 maçãs
200 gr amêndoa
200 gr de farinha de trigo sarraceno
60 ml de leite de amêndoa
1 colher (sopa) de óleo de côco
1/2 chávena (chá) de xarope de ácer 

1/4 de chávena (chá) de tâmaras
1 colher (sopa) de canela
1 colher (chá) de pó de baunilha (usei açúcar baunilhado)

Topping

50 gr de flocos de aveia
50 gr de tâmaras
50 gr de nozes picadas
1/2 colher de sopa de óleo de côco
1 colher (sopa) de xarope de ácer 


1. Pré-aquecer o forno a 200 ºC. Descascar e descaroçar 2 maçãs e, de seguida, cortá-las em pequenos cubos. Cortar as extremidades da courgette e ralá-la finamente;

2. Num liquificador ou robot de cozinha, triturar as amêndoas até obter uma farinha grossa à qual se juntam as maçãs e a courgette. Envolver bem, juntar os restantes ingredientes e bater até obter um polme homogéneo. Descascar a terceira maçã, descaroçar e cortar em cubos e envolver na massa, distribuindo-a pelas formas de queque. Levar ao forno enquanto se prepara a cobertura;

3. Triturar todos os ingredientes até ficar com aspecto de crumble. Retirar os muffins do forno após 10 minutos de cozedura e distribuir o crumble pelo topo de cada um, voltando a colocar no forno por mais 25 minutos. Retirar e deixar arrefecer pelo menos uns 20 minutos antes de comer.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Panquecas de banana e noz


Na Terça-Feira Gorda celebra-se o Pancake Day em alguns países anglo-saxónicos. A lógica por trás deste "dia de de fazer panquecas" é precisamente a mesma que nos leva a celebrar o Carnaval: a tradição católica diz que o último dia antes da Quaresma (que começa hoje, Quarta-Feira de Cinzas) deve ser aproveitado para nos prepararmos para o período de penitência que se vive até à Páscoa. 

Diz a tradição que durante a Quaresma os católicos se devem abster de celebrações e de comer carne, sendo que a "carne" surge aqui em sentido figurativo, representando tudo aquilo que possa constituir um prazer. Por esse motivo, um pouco por todo o mundo cristianizado, surgiram diversas tradições relacionadas com a Terça-Feira Gorda, o último dia antes da abstinência e jejum da Quaresma. Uma dessas tradições consiste em aproveitar este dia para esvaziar a dispensa de tudo o que pudesse constituir uma tentação durante a Quaresma. Foi assim que, no Reino Unido, surgiu o Pancake Day.

As panquecas são uma tradição antiga e os seus 4 ingredientes-base encontram-se repletos do simbolismo que marca esta época do ano: os ovos simbolizam a criação, a farinha representa o sustento, o sal representa a integridade e o leite surge como um símbolo da pureza. 

A minha proposta para este dia de fazer panquecas foge um pouco destes ingredientes. São panquecas saudáveis, cheias de super-alimentos e ideais para um pequeno almoço ou lanche que nos mantenha saciados até à refeição seguinte.

Ingredientes 
(4 panquecas grandes)

1 chávena (chá) de flocos de aveia
2/3 chávena (chá) de miolo de noz
1 chávena (chá) de água
1/4 chávena (chá) de sementes de linhaça
2 bananas maduras
2 colheres (sopa) de mel
1 colher (chá) de canela
1 pitada de sal

Topping:
1 banana
10 a 12 morangos
Mel e nozes a gosto

1. Colocar a aveia e as sementes de linhaça* num robot/processador e picar até obter uma farinha grossa (na Bimby: 2 toques no turbo / 2 seg)

2. Juntar os restantes ingredientes e reduzir a puré (na Bimby: 20 seg/vel 5). Não se pretende obter um polme demasiado fluído mas uma massa espessa; 

3. Pincelar uma frigideira anti-aderente com um pouco de óleo. Levar ao lume e deixar aquecer um a dois minutos. Colocar duas colheres de sopa de massa, dando-lhes a forma de panqueca. Fritar cerca de um minuto, verificar se a parte de baixo está cozida e virar, fritando mais um minuto. Repetir o processo até esgotar toda a massa;

4. Servir com rodelas de banana, morangos, nozes e mel a gosto. 

*As sementes de linhaça têm uma casca muito resistente aos sucos gástricos. Podem consumir-se inteiras mas triturá-las é a melhor forma de garantir que não são digeridas inteiras e que usamos todo o seu potencial nutritivo.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Entrada de camembert em 3 minutos

Esta entrada é uma especialidade da minha irmã. É fácil e rápida, ideal para servir naqueles jantares elaborados que nos deixam pouco tempo para fazer entradas demasiado complexas. Leva literalmente 3 minutos a ficar pronta.  


Ingredientes

1 queijo camembert
Azeite
Óregãos e alho em pó q. b.

1. Colocar o queijo numa tigela ou prato fundo e fazer um corte em forma de cruz na parte superior;

2. Regar abundantemente com azeit, cobrindo toda a superfície do queijo e deixando escorrer um pouco;

3. Polvilhar com alho em pó e óregãos e levar 2 minutos ao microondas na potência máxima;

4. Servir quente com tostinhas ou pão torrado (a casca do queijo amolece e fica totalmente comestível). 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Pizza de presunto e queijo de cabra com cebola caramelizada

Impossível não gostar de pizza, certo? Sei bem que é uma bomba, cheia de hidratos de carbono e gorduras más, mas há poucas coisas a que me seja tão difícil resistir como a uma boa pizza. Precisamente porque se trata de uma avalanche de calorias, fui-me tornando bastante exigente. Afinal de contas, se vai durar um minuto na boca e uma vida inteira nas ancas, é bom que esse minutinho valha bem a pena!


Posto isto, nada como apostar em bons ingredientes e boas combinações. Fazer uma boa massa, usar um bom molho de tomate e dar largas à imaginação. Se há combinações vencedoras, esta é uma delas. O resultado é uma pizza rica, de sabores fortes e contrastantes.


Ingredientes
(4 pessoas / 2 pizzas médias)

Massa*

220 gr de água
30 gr de azeite
1 colher (chá) de açúcar
400 gr de farinha
1/2 saqueta de fermento para pão
1 colher (chá) de sal

1. Colocar no copo da Bimby todos os ingredientes pela ordem indicada. Amassar 2 min/vel espiga. Retirar para uma taça polvilhada com farinha e deixar levedar 1 hora ou até que dobre de volume.

*Uso algumas boas "batotas" naquelas alturas em que não quero, ou não tenho tempo, de fazer a massa em casa. Há padarias que vendem massa de pão fresca que podemos usar para fazer pizza. As massas refrigeradas à venda nos supermercados também não são más. Aquilo que nunca uso são as bases congeladas: têm pouco sabor e as que conheço são demasiado crocantes (parece que estou a comer bolachas de água e sal com molho de tomate!). Mais uma vez, se vamos cometer o pecado da gula, que valha bem a pena, certo?

Cobertura

200 gr de molho de tomate
200 gr de queijo mozzarella ralado
100 gr queijo de cabra
4 fatias grandes de presunto (cortadas finamente)
1 cebola grande
20 gr de azeite
20 gr de whiskey
20 gr açúcar amarelo
Orégãos q. b.

1. Começar por caramelizar a cebola: cortar em rodelas e colocar no copo da Bimby. Adicionar o açúcar, o azeite e o Whiskey e programar 30 min/120º/vel colher;

2. Pré-aquecer o forno a 180º. Estender a massa até ficar com cerca de 0,5 cm de altura, colocar numa tabuleiro e cobrir com a polpa de tomate. É importante não "encharcar" demasiado pois pode dificultar a cozedura da massa;

3. Polvilhar com o queijo mozzarella e dispor as fatias de presunto cortadas em pedaços e rodelas de queijo de cabra. Nos intervalos, colocar pequenos ninhos de cebola caramelizada, regando a pizza com um fio de calda da cebola. De novo, com cuidado para não ensopar e criar tanta humidade que não deixe a massa cozer;

4. Polvilhar com orégãos e levar ao forno cerca de 20 minutos. 

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Scones de maçã e aveia


Adoro scones, adoro fruta cozinhada e adoro receitas com aveia. Esta adaptação de uma receita da Martha Stewart acabou de se tornar uma das minhas receitas preferidas de scones. São leves mas muito saborosos, ideais para acompanhar com um chá numa destas tardes preguiçosas de fim de semana. 


Ingredientes
(8 scones grandes)

1 2/3 chávena (chá) de farinha
1 1/3 chávena (chá) de flocos de aveia
1/3 chávena (chá) de açúcar amarelo
1/2 colher (chá) de canela
1/2 colher (chá) de noz moscada
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
50 gr de margarina
2 maçãs descascadas, descaroçadas em cortadas em cubos
1 iogurte natural
leite para pincelar

1. Pré-aquecer o forno a 200º. Numa tigela misturar a farinha, os flocos de aveia, o açúcar, a canela, a noz moscada, o sal e o fermento. Juntar a margarina cortada em pedaços pequenos e desfazer com as mãos até obter uma areia grossa (ou usar um robot de cozinha: na Bimby programar 20 seg/vel 4);

2. Juntar as maçãs e o iogurte e envolver bem até que todos os ingredientes estejam ligados. Colocar esta massa num tabuleiro anti-aderente ou forrado com papel vegetal untado com margarina. Dar à massa a forma de um círculo que se corta em 8 porções (ou 2 círculos cortados em 4);

3. Pincelar com um pouco de leite, polvilhar com açúcar e flocos de aveia e levar ao forno 15 a 20 minutos. A meio da cozedura, separar os scones com a ajuda de uma espátula para que cozam bem dos lados. Esperar uns 15 minutos antes de servir.